Pesquisar neste blog

18 de jul de 2016

Todo cristão deveria ler Isso! - João Carlos

"BUSCAR AO Senhor até encontrá-lo, esse é o maior desafio da vida cristã."
Muitos cristãos não importam se levam uma vida medíocre e sem resultados, não oram, não estudam, não se esforçam para alcançar uma vida cheia do Espírito Santo.

Esses cristãos são muitas das vezes pessoas piedosas e que realmente se converteram, mas pararam no tempo e não se esforçaram por alcançar algo maior em Cristo.

Tudo fica muito superficial, cultos superficiais, reuniões ministeriais superficiais, grupos de comunhão superficiais, não vemos uma busca com a única vontade e ardente desejo de ver a plena manifestação do Espírito Santo.

Os cristãos vão aos cultos como vão ao teatro, ou ao cinema, ou a show do artista do momento, esperam se divertir, no caso dos cultos esperam se sentir bem neles e voltar pra casa com uma sensação boa de ter ido a igreja, mas não se sentem angustiados por não terem sentido a poderosa presença de Deus.


Deus está esquecido em muitas igrejas. Ele não Se faz presente em muitos cultos, simplesmente pelo fato de que esses cultos não são feitos para Ele e sim para agradar ao homem.

Não há sinais de avivamento e também não vemos a preocupação para que isso aconteça.

Não vemos a preocupação com o perdido, não há choro por estes que a qualquer momento poderá estar indo para o inferno, tudo o que há é muito individualismo e egoísmo.

As pessoas querem estar bem de vida, ter bons carros, boa casa, e muito dinheiro e uma saúde ótima, a maioria não procura a Deus por causa da perdição da sua alma, são ensinados pelos líderes a procurar seus bens nessa terra e a exigir de Deus o cumprimento de Suas promessas para esse mundo temporal.

O homem se assentou no centro de tudo e não quer se levantar daí.

Esqueceu-se no presente século de que a honra, a glória e o louvor pertencem somente a Deus e a mais ninguém. Onde está o poder do pregador? Onde está a unção do mensageiro? Onde está o temor do anunciador? Onde estão as Boas-Novas?

Quem me deras ver uma igreja cheia do Espírito Santo, onde o pecador que entra se envergonha por causa do seu pecado, ele nem canta, não levanta as mãos, e se sente envergonhado por sentir ali a presença manifesta da pureza do Espírito Santo.

O que vemos são celulares ligados, jovens se divertindo ao lado das namoradas, casais marcando onde vão se encontrar após o culto e nenhum temor, nenhuma reverência e uma igreja fria, sem vida e derrotada.

Precisamos nos dobrar diante de Deus. Precisamos confessar nossos pecados. Necessitamos urgentemente de um mover extraordinário do Espírito Santo.

Meu Deus, estamos perdidos. Ajuda-nos.

Precisamos nos encontrar com Deus. Arrependermos. Prostrarmos. Temermos.

Reverenciá-Lo. Adorá-lo. Rendermos. Confessarmos.

O homem precisa saber qual é a sua posição, essa é de joelhos, prostrado, humilhado, entregue.

Para o Espírito trabalhar temos que nos render. Deixar nossas opiniões. Largar nossos ídolos e entregar totalmente. Não pode haver resistência da nossa parte. Tem que ser do jeito Dele, senão não vai.

Até quando a igreja vai se portar como se nunca conhecesse a Deus? Em uma geração de tantos teólogos, tantos estudiosos, tantos doutores e mestres e Deus está tão desconhecido, tão esquecido.

Não há uma busca por Ele. Não há paixão pela Sua Pessoa. Não há vontade de mudança.

Não há perseverança em conhecê-Lo.

Há muitas formalidades. Muita liturgia. Muita erudição. Muitos congressos. Muitas piadas.

Muitos ídolos. Muita festa. Muita ostentação. Muito ego. Muita carne.

A busca por Deus se tornou um meio de se ter sucesso na mídia, de ganhar dinheiro, de ser famoso, de virar político, de ficar rico. Não há temor e nem tremor.

A benção é medida pelo que o homem recebe e não pelo que ele se torna. Igrejas lotadas de ambiciosos, gananciosos e de pessoas que procuram apenas por um alívio prometido pela propaganda comercial do estabelecimento da ‘fé’.

A nossa única esperança é o Senhor, Dele vem a nossa salvação.

Enquanto a igreja se diverte no parque temático do inimigo muitos estão indo para o inferno. Parece que ninguém se importa, não há ninguém chorando, sentido a angústia de um mundo longe de Deus.

Precisamos de uma inundação do Espírito Santo urgente nessa geração apóstata.
Pr. João Carlos

Um comentário:

  1. O melhor que eu faço é orar por ti e pelos que estão na mornidão, como pecador me sinto muitas vezes um dos principais. Como dizia Paulo.

    ResponderExcluir