Pesquisar neste blog

30 de mai de 2014

Como a Graça Deveria Impactar a Execução do seu Trabalho - J. D. Greear

Quando alguém pensa em seu trabalho sendo “cristão,” todo tipo de imagem perturbadora vem à mente:
  • Abrir um salão de beleza chamado “Você Muito Melhor” ou uma livraria chamada “E Lias”.
  • Fazer momentos constrangedores de evangelismo nas chamadas promocionais.
  • Desafiadoramente dizer “Feliz Natal” ao invés de “Boas Festas” na fila do caixa, ou furtivamente dizer “Tenha um dia abençoado” na saudação.
  • Colar pôsteres de opções de estudo bíblico no horário de almoço ou enviar spams sobre visões da Virgem Maria no Equador.
Talvez você se lembre do incidente de 2004 com um piloto da American Airlines que, em seus anúncios antes do voo, pedia a todos os cristãos a bordo do avião que levantassem a mão. Ele então sugeria que durante o voo, os outros passageiros conversassem com essas pessoas sobre a fé deles. Ele também disse aos passageiros que ele ficaria feliz em conversar com qualquer um que tivesse dúvidas. É compreensível que isso fazia as pessoas surtarem: o piloto do seu avião falando com você sobre se você vai ou não se encontrar com Jesus?[1] Embora eles pudessem admirar o zelo do cara, muitos empresários cristãos pensam: “Eu acho que eu não conseguiria fazer isso sem ser demitido.”

27 de mai de 2014

A história caminha para a destruição dos Alicerces - Hernandes Dias Lopes

24 de mai de 2014

Podemos Legislar a Moralidade? - R. J. Rushdoony

Muitas vezes é dito que não podemos legislar a moralidade. Nos dizem que é fútil e até errôneo promulgar certos tipos de leis, pois, é fazer com que as pessoas sejam morais por causa da lei, e isto, insistem, é impossível. Quando vários grupos tratam de implementar reformas, encontram-se com aquilo de que “não se pode legislar a moralidade”.

Temos que reconhecer que algo de verdadeiro em tal declaração. Se fosse possível conseguir que as pessoais fossem morais pela lei bastaria que a junta de supervisores ou o Congresso decretassem que todos os norte-americanos fossem morais. Isso seria salvação pela lei. Os homem e as nações, frequentemente, recorreram à salvação pela lei. Mas somente resultou em maiores problemas e caos social.

21 de mai de 2014

Entrevista com Augustus Nicodemus Lopes

Entrevista com um dos maiores teólogos brasileiros hoje: o reverendo presbiteriano Augustus Nicodemus. Apesar de curta, vale a pena ver essa entrevista!

17 de mai de 2014

Entre os Shows Gospel e a Igreja Perseguida - Roberto Cruvinel

O texto, apesar de antigo (mais de 5 anos), reflete a atualidade.

Entretenimentos gospel estão engolindo a atenção do público evangélico ao sofrimento dos cristãos em países comunistas e muçulmanos? 

Pelo segundo ano consecutivo, participei do evento da VINACC (Visão Nacional para a Consciência Cristã), em Campina Grande, Paraíba em 2009. A VINACC ficou famosa por ter sido violentada em seu direito de livre em expressão, pois sua campanha de outdoors em defesa da família foi proibida por pura queixa e preconceito de grupos homossexuais fanáticos em 2007.

Os esforços da VINACC para conscientizar a população são muito importantes. Sem conscientização, um povo é tragado por forças culturais destrutivas. Aliás, em sua Palavra Deus diz que seu povo é destruído por lhe faltar o conhecimento.

Sem uma conscientização forte e sistemática, o povo evangélico não compreenderá o perigo que representam os projetos de lei anti-“homofobia”. Pude comprovar isso no próprio evento da VINACC. Fiz todo empenho para que a Missão Portas Abertas (PA), do Irmão André, estivesse presente no evento.
Sempre tive carinho por PA. Foi lendo as revistas da PA em 1981 que tomei consciência do sofrimento dos cristãos inocentes perseguidos em países comunistas. Foi aí, em grande parte, que fui educado a encarar o comunismo e seus derivados (socialismo, Teologia da Libertação, Teologia da Missão Integral, etc.) como ameaça satânica ao Cristianismo.

14 de mai de 2014

A consciência que todo ministro deve ter - Paulo Júnior

11 de mai de 2014

Em direção a uma Apologética Responsiva - Valmir Nascimento

Qual a finalidade da apologética cristã? Norman Geisler diz que ela serve para abrir a porta, livrar-se
dos obstáculos, desobstruir o caminho, de modo que as pessoas possam achegar-se a Cristo. Com pensamento semelhante Peter Grant também afirma que a apologética tenta ajudar os não-crentes a atravessar a jornada até a fé em Cristo – ir além do abismo cultural e encarar o abismo da cruz a fim de que possam ouvir a mensagem clara do evangelho”[1].

Se Geisler e Grant realmente estiverem certos – e eu acredito que estejam – precisamos nos lembrar que os obstáculos colocados no caminho que conduz à Cruz de Cristo e o abismo cultural que separa as pessoas do evangelho mudam com o decorrer do tempo. Cada época tem seus desafios e empecilhos próprios. E isso exige consequentemente a adaptação da apologética, para que possa responder de forma efetiva às demandas do seu contexto social, sobretudo para desfazer preconceitos contra o pensamento cristão, desmascarar vãs filosofias e destruir os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus (2 Cor.10.5).

8 de mai de 2014

Ladrões da Alegria - Hernandes Dias Lopes

5 de mai de 2014

A fé ri das impossibilidades - Leonard Ravenhill

Pedro na prisão! Que abalo!

Estamos muito longe da cena real para capturar a atmosfera de horror que os Cristãos sentiram neste dia.

Pedro foi movido do Pentecostes para a prisão, dos insultos para a lança. Ele foi guardado por dezesseis soldados. Pergunte a si mesmo o porque de um homem indefeso necessitar de um semelhante grupo para vigiá-lo. Poder-se-ia ser que Herodes temeu o sobrenatural, visto que ele soube que Jesus escapou de um grupo semelhante que O guardava?

Se Pedro tivesse sido cercado por cento e dezesseis soldados, o problema não seria aumentado nem a fuga seria menos certa. Pedro não estava confinado somente pelas duas correntes, mas também pelas grossas paredes da prisão, pelas três divisões da prisão e finalmente por um portão de ferro.

2 de mai de 2014

Dr. Rodrigo Silva no Programa do Jô Soares