Pesquisar neste blog

29 de set de 2013

Quando posso começar a namorar? - Paul Washer

25 de set de 2013

“Jesus odeia o politicamente correto”, afirma John Piper

O pastor John Piper ficou 33 anos no pastoreio da mesma igreja em Minneapolis. Hoje, se dedica a ser um teólogo em tempo integral e escrever mais livros. Ele já tem mais de 50 no currículo e não acredita em aposentadoria.

Recentemente, Piper foi convidado a falar para os alunos da Faculdade e Seminário Bethlehem. A palestra foi em forma de entrevista, que ficou a cargo de Marvin Olasky, editor da revista cristã World Mag. O debate foi bastante provocativo. Desde o início, o pastor fez várias declarações fortes.

“Os últimos cinco capítulos de Juízes repetem como um refrão que todo mundo fazia o que era certo aos seus próprios olhos. Isso parece muito com o ceticismo ou relativismo pós-modernista que vemos hoje. Temos abandonado os conceitos absolutos de certo e errado. Sem representantes fieis do Rei Jesus nas igrejas, as pessoas vão continuar fazendo o que bem entenderem”, disse logo no início.

22 de set de 2013

A Diferença Entre Filosofia e Teologia - Carlos Spitzweg

Embora não fique claro à primeira vista por que é necessário fazer essa distinção, esclarecer o papel apropriado da Filosofia e da Teologia – e quais suas diferenças – é algo que eu gostaria de comentar nesse post.

Basicamente, podemos dizer que a diferença principal entre fazer filosofia e fazer teologia são os seus “pontos de partida”. A Filosofia parte “apenas” do instrumentos da razão e das informações obtidas pelas nossas faculdades cognitivas (em um sentido mais restrito). Já a Teologia parte – sem excluir o uso dos instrumentos da filosofia, é claro – adicionando a Bíblia ou a revelação de alguns princípios cristãos (ou analogamente para as outras religiões).

Se, ao fazer um argumento, uma das premissas estiver derivada de uma revelação, então o argumento será teológico; se não estiver, então caímos no campo da filosofia.
Essa é uma das maneiras de demarcar as disciplinas. Como explica o professor Plantinga (embora eu não esteja certo que essa seja exatamente sua posição) em um artigo:

18 de set de 2013

Não Desanimes - Hernandes Dias Lopes

15 de set de 2013

Cristãos estão sendo decapitados na Síria e rebeldes provocam: “Jesus não veio para salvá-lo”

Após a tomada da cidade de Maaloula, um novo capítulo tem sido escrito na situação de guerra que vive a Síria. De maneira intrigante, a grande mídia silencia sobre o massacre bárbaro e diário dos cristãos. Enquanto muçulmanos alauitas e sunitas brigam pelo poder, quem mais sofre são os cristãos.

As forças rebeldes jihadistas da Síria continuam sua perseguição implacável que deseja eliminar o cristianismo do país. Enquanto líderes políticos mundiais discutem qual o melhor caminho para a busca da paz, cristãos são mortos diariamente.

Como em toda guerra, surgem muitas informações desencontradas, mas entre os relatos existe uma consistência. As tropas rebeldes, que lutam contra o governo de Bashar al-Assad, são treinadas pela Al Qaeda e financiadas indiretamente pelo governo dos EUA. Possivelmente por isso a “grande mídia” deixe a questão dos cristãos convenientemente de lado.

12 de set de 2013

As Recompensas do Discipulado - Paul Washer

A simplicidade da vida cristã é isso:

9 de set de 2013

Entrevista com William Lane Craig

Alguns minutos com o Dr. William Lane Craig: Entrevista de John D. Martin

De 28 a 30 de março, o filósofo cristão, teólogo, escritor e palestrante Dr. William Lane Craig apresentou uma série de oficinas e debates no campus da Universidade Purdue, em West Lafayette, Indiana (EUA). A série culminou com um debate sobre a existência Deus com o filósofo ateu Dr. Austin Dacey. Na tarde da terça-feira, Dr. Craig reservou graciosamente algum tempo do seu agitadíssimo horário para conversar comigo em nome da revista Boundless. Segue-se a transcrição da minha entrevista.

Boundless: Olá, Dr. Craig. Gostaria de conversar brevemente sobre questões relacionadas à apologética e ao evangelismo no campus. Tenho especificamente perguntas que dizem respeito aos alunos de graduação que vivem e trabalham em ambiente secular. Para começar, tenho apenas uma pergunta biográfica geral: o que o levou a esse ministério em particular?

Craig: Bem, venho de uma família não cristã; portanto, quando vim a Cristo no ensino médio quis compartilhar a minha fé com meu irmão e com os amigos não cristãos da escola. Assim, fui confrontado imediatamente com a necessidade de fornecer razões para a minha fé recém-encontrada. Por isso, desde o princípio apresentava as razões para a minha fé. Esse interesse foi aguçado quando fui estudar em Wheaton College, onde aprendi a integrar a minha fé com o estudo. Foi lá que senti o chamado para entrar na área de evangelismo que apelaria tanto à cabeça quanto ao coração.

4 de set de 2013

A Autoridade da Palavra Sobre Nossas Vidas - Jamil Abdalla