Pesquisar neste blog

30 de set de 2011

Arrependimento. Nossa Única Esperança! - David Wilkerson

27 de set de 2011

Por Que Não Aceito os Evangelhos Apócrifos - Augustus Nicodemus Lopes

Vamos iniciar perguntando o que é um “evangelho”. O termo é a tradução da palavra grega euaggelion, “boas novas”, usada a princípio para se referir ao conteúdo da mensagem de Jesus Cristo e dos seus apóstolos. Posteriormente, a palavra veio se referir a um gênero literário específico que nasceu com o Cristianismo no séc. I. Lembremos que o Cristianismo, em termos culturais, ocasionou o surgimento, não somente de novas músicas, mas também de gêneros literários como epístolas e evangelhos.

Esse novo gênero literário tinha algumas características distintas. Incluía obras escritas entre o séc. I e o séc. IV por autores cristãos que giravam em torno da pessoa de Cristo, sua obra e seus ensinamentos. Essas obras reivindicam autoria apostólica ou de alguma outra personagem conhecida da tradição cristã. Reivindicavam também que seu conteúdo remontava ao próprio Jesus.

25 de set de 2011

Frases 58 - Billy Sunday

"Se você não tem alegria na vida cristã, existe vazamento em algum lugar de seu cristianismo."

"Nós temos um Deus que se deleita em impossibilidades."

"Vamos parar de brincar com a religião e fazer algo para trazer o mundo para Cristo."

"Procure elogiar sua esposa, mesmo que isso a amedronte a princípio."

21 de set de 2011

O Trono de Julgamento de Cristo (Pregação Completa) - Leonard Ravenhill

Uma memorável pregação de Leonard Ravenhill, sobre o dia do julgamento. Que Deus levante outros homens como ele em nossos dias! 

18 de set de 2011

O pecado do orgulho no ministério pastoral - Richard Baxter

O orgulho é um pecado que tem interesse demasiado naquilo que temos de melhor, e mais odiento e indesculpável em nós mesmos do que em outros homens. No entanto, prevalece de tal maneira, que condena nossos sermões, escolhe nossa companhia, molda nosso semblante, coloca enunciação e ênfase em nossas palavras. Enche a mente das pessoas com desejos e aspirações e domina a alma com pensamentos invejosos e amargurados. Lança-as contra os que permanecem na sua luz ou contra quem quer que possa eclipsar o brilho de sua própria reputação! Que companheiro constante, que comandante tirano, que inimigo sutil e surpreendente é o pecado do orgulho! Acompanha os homens à loja, ao armazém e ao alfaiate: escolhe o tecido de suas roupas, enfeites e moda. Sem o domínio de tal tirano vício, haveria menos pastores a se ocupar primariamente com cabelos e vestes enfeitadas. 

Quando elabora o sermão, o orgulho vai conosco ao púlpito. Determina o tom da mensagem, anima-nos na entrega e retira dela o que poderia parecer desagradável ainda que necessário, tudo com vistas ao aplauso vão. Em suma, o orgulho obriga aos homens a buscarem a si mesmos, tanto no estudo quanto na pregação. Desse modo, muitos pregadores negam Deus, quando deveriam estar buscando a negação de si mesmos em favor da glória divina. Deveríamos nos perguntar: "O que devo dizer? Como dizer? O que mais agrada ao Senhor e produzirá maior benefício?". No entanto, continuamos perguntando: "O que devo dizer para que pensem que sou homem letrado, exímio pregador e merecedor do aplauso de todos os ouvintes?". 

15 de set de 2011

Paul Washer - Um Marido e Uma Família Bíblica

Mais uma excelente pregação sobre família. 
Para assistir as outras partes basta clicar em "próximo" no final do vídeo: 

12 de set de 2011

Você já nasceu de novo? - J. C. Ryle

Já nasceu de novo? Essa é uma da perguntas mais importantes da vida. Jesus Cristo disse: “aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3).

Não basta responder: “Pertenço à igreja; suponho que sou cristãos”. Milhares de cristãos nominais não demonstram nenhum dos sinais de terem passado pelo novo nascimento que as Sagradas Escrituras nos proporcionam, muitas delas registradas na Primeira epístola de João.

Não comete habitualmente pecados.

Primeiro, João escreveu: “Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado” (1 João 3:9). “todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando” (1 João 5:18, Almeida Revisada Imprensa Bíblica)

9 de set de 2011

O Brado do Amaldiçoado - Diversos pregadores



4 de set de 2011

Frases 57 - William S. Plumer

"Deus é tão incomparável quanto imutável. Ele é infinitamente superior ao mais importante arcanjo, assim como esse arcanjo é superior a um verme."


"Não podemos julgar o Senhor segundo regras que aplicamos aos homens ou mesmo a anjos."


"Nossa teologia jamais estará correta enquanto em nossos corações não investirmos Deus de infinito poder e perfeição."


"O caráter de Deus é um todo perfeito e glorioso."