Pesquisar neste blog

30 de set de 2010

Frases 35 - Stephen Charnock


"Ser Deus e ser soberano são coisas inseparáveis."


"A santidade de Deus está em sua glória, em sua graça e em suas riquezas."


"Da mesma forma como não pode existir nenhum lugar sem Deus, nenhum lugar pode
abranger e conter a Deus."


"A eternidade de Deus não é outra coisa senão a duração de Deus, e a duração de Deus
não é outra coisa senão sua existência permanente."


"Devemos nossa criação a Deus, e nossa corrupção a nós mesmos."


"O pavor de Deus é efeito da culpa."

29 de set de 2010

A Santificação não é Opcional – Martyn Lloyd-Jones


O perdoar-nos e o libertar-nos da condenação e do inferno nunca constituem um fim em si mesmos, e nunca devem ser considerados como tal. São apenas um meio para um fim ulterior. Não podemos deter-nos no perdão e na justificação.

Vamos examinar mais de perto o que o apóstolo ensina aqui sobre esta grande doutrina da santificação. O primeiro princípio é que nada é tão completamente antibíblico como separar justificação e santificação. Muitos o fazem. Dizem eles: "Você pode crer no Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, e seus pecados serão perdoados, e você será justificado. E poderá parar aí". Dizem mais: "Naturalmente você não deve fazer isso, deve prosseguir e dar o segundo passo. Contudo existem muitos cristãos", dizem eles, "que param aí. Crêem em Cristo para a salvação e são justificados e perdoados; certamente são cristãos, porém não se ocupam da santificação". E então eles o exortam a "aceitar" a santificação como anteriormente "aceitaram" a justificação. Tal ensino é uma completa negação daquilo que o apóstolo diz aqui, e é comple¬tamente anti-bíblico. A morte de Cristo não visa meramente a dar-nos perdão, e a justificar-nos, e a tomar-nos legalmente justos aos olhos de Deus. "A si mesmo se entregou por ela, para (a fim de)...". É somente uma primeira ação de uma série; não é uma ação final, em nenhum sentido, e jamais deveríamos parar ali.

28 de set de 2010

Reforma e Reavivamento - Hernandes Dias Lopes

27 de set de 2010

É Tudo ou Nada! - Charles H. Spurgeon


Cristo terá o homem por inteiro. Ele não terá parte de uma pessoa. O Senhor terá integralmente cada pessoa que Ele redimiu. Satanás não terá permissão de ficar com nada dos filhos de Deus. Se alguém é filho de Deus, ele pertence totalmente a Cristo. Nunca seremos perfeitos nesta vida. Ainda pecamos e caimos. À medida que prosseguimos na nossa vida cristã, Deus nos ajudará a derrotar o pecado que habita em nós. Deus tem prometido fazer-nos santos. Ele nos ajudará a obter a vitória sobre Satanás. Deus nos ajudará também a derrotar o pecado em nossos próprios corações e vidas.

O povo de Deus peca e continuará pecando. Quando pecamos deveríamos ficar entristecidos. Não devemos amar nenhum pecado em nossas vidas. Embora não possamos ser perfeitos devemos estar sempre lutando contra o pecado. Devemos ser bem rigorosos com nós mesmos. Não devemos permitir coisa alguma permanecer em nossas vidas que sabemos ser pecado. Nosso desejo deve ser o de guardar todos os mandamentos de Deus.

26 de set de 2010

Plena Satisfação em Deus, partes 1 e 2- John Piper


25 de set de 2010

Frases 34 - William S. Plumer


"A prática é a própria vida da piedade."

"Todas as outras bajulações seriam inofensivas se não bajulássemos a nós mesmos."

"A Escritura não é apenas pura, é também purificadora."

"A calma que nos faz dormir pode ser mais fatal do que uma tempestade que nos mantém
bem acordados."

23 de set de 2010

A única coisa que Importa na vida – Martyn Lloyd-Jones

Não posso imaginar melhor, mais animadora e mais consoladora afirmação, com a qual enfrentar todas as incertezas e todos os riscos da nossa vida neste mundo limitado pelo tempo, do que a contida em Mateus 7, versículos 7-11. É uma daquelas promessas compreensivas e plenas de graça que só se encontram na Bíblia. . . esta é a promessa que nos alcança: «Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á» . . . Não há dúvida sobre ela; é certa; é uma promessa absoluta. . . feita pessoalmente pelo Filho de Deus, falando com toda a plenitude e autoridade do Pai.

De começo a fim a Bíblia nos ensina que essa é a única coisa que importa na vida. . . ela salienta que o que realmente importa na vida não é tanto a variedade de acontecimentos que nos sobrevêm. . . mas a nossa disposição para enfrentá-las. Em seu conjunto geral, o ensino bíblico quanto a como devemos viver é resumido naquele homem particular, que foi Abraão, de quem se nos diz: «Saiu, sem saber para onde ia». Não obstante, sentia-se perfeitamente feliz, em paz e repouso. Não tinha medo. Por que? Um velho puritano, que viveu há trezentos anos, responde por nós a pergunta: «Abraão saiu sem saber para onde ia; mas sabia com quem ia». É o que importa. . .

Não estava só; tinha junto de si Aquele que lhe dissera que nunca o deixaria nem o desampararia. E, embora não tivesse certeza quantos aos eventos que haveriam de vir a seu encontro, e quanto aos problemas que surgiriam, sentia-se perfeitamente feliz, porque sabia quem era seu Companheiro de viagem. O Senhor não promete mudar a vida para nós; não promete remover as dificuldades, problemas e tribulações; não afirma que extrairá todos os espinhos e deixar as rosas com seu inebriante perfume.
Não. Ele encara a vida realisticamente, e nos adverte de que estamos sujeitos a essas coisas. Garante-nos, porém, que podemos conhecê-lO de tal modo que, haja o que houver, jamais precisaremos afligir-nos, nem ficar alarmados.
Fonte: Martyn Lloyd-jones

20 de set de 2010

Morte - Paul Washer

19 de set de 2010

Que significa Humanismo – M. Lloyd-Jones


Eu não poderia dar uma definição melhor do que a que está expressa nestas palavras de Isaías: "Ai
dos que são sábios a seus próprios olhos e inteligentes na sua própria opinião!" Humanismo é a crença na humanidade. E o interesse ape¬nas nos homens e mulheres, sem levar Deus em consideração. Ele exclui Deus porque crê que os seres humanos são suficientes em si mesmos. Esta é a verdadeira essência do Humanismo. O homem é o centro do universo, e não há nada maior nem mais grandioso.

Existem dois tipos principais de Humanismo: o que é chamado de "Humanismo clássico", o que significa que para sua direção na vida e entendimento da mesma você não vai à Bíblia, mas retorna à literatura, à filosofia, ao drama e à poesia gregos. Os humanistas clássicos são pessoas que estudam os grandes autores gregos e conduzem sua vida de acordo com seus ensinos.

13 de set de 2010

O que é Salvação (Em Dois Minutos) - Paul Washer


12 de set de 2010

Frases 33 - Thomas Fuller


"Nunca é cedo para se arrepender, porque não se sabe quão depressa pode ser tarde demais."


"A ação é o fruto adequado do conhecimento."


"O contentamento consiste não em acrescentar mais combustível, mas em diminuir o fogo; não em multiplicar a riqueza, mas em diminuir os desejos humanos."


"Nossos olhos, quando fitam objetos pecaminosos, estão fora de sua vocação e da guarda de Deus."

11 de set de 2010

O Evangelho em 6 minutos - John Piper

6 de set de 2010

A Infalibilidade da Escritura - Ronald Hanko


Porque a Escritura é a Palavra de Deus, ela é perfeita também. Encontrar erro na Escritura é encontrar erro em Deus. Receber a Escritura como algo menos que infalível, é negar a imutabilidade e soberania de Deus.

João 10:35 ensina claramente a infalibilidade da Escritura. Nesse versículo Jesus diz: "A Escritura não pode ser anulada."2 Ele usa o singular, Escritura, para mostrar que a Bíblia é a Palavra de Deus, embora tenha sido dada através de muitos e diferentes homens e tempos. Porque ela é uma, qualquer tentativa de alterá-la é uma tentativa de destruí-la. Ninguém pode tirar qualquer parte dela ou negar que elas são para sempre verdadeiras, sem deixar apenas ruína atrás de si.

5 de set de 2010

O Verdadeiro Evangelho da Prosperidade - Paul Washer


4 de set de 2010

Uma carta de Jonathan Edwards para seu filho


[Jonathan Edwards enviou esta carta em 1755 a seu filho Jonathan Edwards Jr, que tinha a idade de nove anos e estava com Gideon Hawley em uma viagem missionária entre os índios.]

Stockbridge, 27 de maio de 1755.

Querido filho,

Embora muito distante de nós, você não está distante de nossas mentes: Eu me preocupo muito com você, freqüentemente penso em você, e freqüentemente oro por você. Embora você esteja muito longe de nós, e de todos os seus familiares, contudo, é conforto para nós que o mesmo Deus que está aqui também está em Onohoquaha e que embora você esteja longe de nossa visão e de nossa assistência, você sempre está nas mãos de Deus, que é infinitamente gracioso; e nós podemos ir a Ele, e te submeter ao Seu cuidado e misericórdia . Cuide para que você não O esqueça ou negligencie. Tenha sempre a Deus perante seus olhos, e viva em Seu temor, e O busque a cada dia com toda a diligência: porque Ele, e somente Ele pode fazer você feliz ou miserável, conforme Lhe agrade; e sua vida e saúde, e a salvação eterna de sua alma e tudo nesta vida, e na que está por vir, depende de Sua vontade e desejo.
Na última semana que passou, na quinta-feira, David morreu; aquele que você conhecia e com quem brincava, e que vivia em nossa casa. Sua alma entrou no mundo eterno. Se ele estava preparado para a morte, nós não sabemos. Este é um aviso audível de Deus para que você se prepare para a morte. Você vê que ele sendo jovem morreu, tal qual aqueles que são velhos; David não era muito mais velho do que você. Lembre-se do que Cristo disse, que você deve nascer de novo, ou nunca verá o Reino de Deus. Nunca se dê ao descanso enquanto não tiver uma boa evidência de que você é convertido e tornou-se uma nova criatura.

Nós esperamos que Deus preserve sua vida e saúde, e que você retorne a Stockbridge novamente a salvo; mas sempre lembre-se de que esta vida é incerta; você não sabe se irá morrer em breve, portanto há a necessidade de estar sempre pronto. Nós ouvimos há pouco que seus irmãos e irmãs em Northhampton e em Newark estão bem. Seu idoso avô e sua avó, quando eu estava em Windsor, mandaram dizer que o amam. Todos nós aqui dizemos o mesmo.

Eu, seu terno e afetuoso pai,

Jonathan Edwards.

3 de set de 2010

Frases 32 - Stephen Charnock

"As ações do homem são os melhores indicadores de seus princípios."


"A adoção dá-nos o privilégio de filhos; a regeneração, a natureza de filhos."


"Se nos tornarmos desatentos para com o dever, logo nos tornaremos apáticos para com ele."


"Conhecimento na cabeça é como dinheiro guardado; conhecimento no coração é como dinheiro bem usado."